Dicas de leitura

Há algumas semanas pude voltar a ler meus amados cómics emprestados de uma das bibliotecas do bairro (Vapor Vell). Tive muitos bons encontros com os exemplares que trouxe. Um deles é o Período Glaciar de Nicolas de Crécy. Uma história criativa que se passa num futuro incerto, pós aquecimento global onde um grupo de arqueólogos descobre o Museu do Louvre debaixo do gelo e a partir daí surgem várias interpretações sobre a civilização que habitava aquela região e suas produções. Com críticas ácidas e divertidas a interpretação artística e histórica nos conduz a pensar sobre as nossas próprias interpretações de outras civilizações e culturas. Paralelamente se desenvolve outra versão da história, através das obras do museu que ganham vida ao encontrar-se com um dos integrantes do grupo de arqueólogos, e que é um cachorro-porco. Juntos dão novos significados a história da arte e da cultura da humanidade. Leitura muito interessante e divertida.

Completamente em outro sentido, muito intensa e realista, Fábulas de Bósnia do escritor esloveno Tomaz Lavric também conhecido como TBC, é uma leitura que ainda não terminei e que sem dúvida tem me servido para aprender um pouco mais sobre esse episódio triste da história mundial sobre o qual quase já não se fala. E que deixou marcas profundas no povo daquele país. Uma guerra com uma cifra de 200.000 mortos e várias vidas destroçadas é retratada em um cómic belíssimo que vale a pena conhecer.

Os outros dois da lista de “já lidos” comentarei em outro post.

Sobre quadrinhos

A idéia aqui é falar um pouco dos quadrinhos (cómics, HQ’s, BD…) que eu amo. E claro, mostrar também aqueles que tiveram boas críticas, inclusive aqueles que não conseguiram chamar muito minha atenção.

E para começar deixo uma imagem do “culpado” por eu ter me iniciado no mundo HQ.

Bom entretenimento para tod@s.